Mecânica

Pneus-10 dicas de como cuidar bem

Uma das coisas mais importantes do carro que muitas vezes é deixada de lado pelos proprietários, é o cuidado com os pneus.

Pneus-10 dicas de como cuidar bem

Pneus quando bem cuidados apresentam boa resistência. Isso mesmo em estradas não tão boas quanto as do nosso país. Além disso, suportam pressões de diversos tipos de cargas, no caso de veículos de transporte.

Confira agora uma relação de 10 dicas importantes que vão ajudar você a conservar seus pneus, aumentando a vida útil:

  • Evite freadas bruscas com frequência
  • Realize o rodízio de tempos em tempos
  • Faça alinhamento e balanceamento periódicos
  • Faça calibragem periódica
  • Procure fazer manutenções preventivas
  • Use com medidas corretas
  • Use pneu adequado ao tipo de solo
  • Monitore o indicador de desgaste
  • Evite o contato dos pneus com produtos a base de petróleo e solvente

Evite cargas muito pesadas, acima do limite adequado

Isso porque levar carga que ultrapassa o limite permitido ao veículo, pode comprometer as estruturas dos pneus criando bolhas e as vezes provocando falta de estabilidade.

Sempre que você for carregar alguma coisa muito pesada no seu carro procure distribuir o peso no veículo para que o excesso de peso não force um pneu mais que os outros.

Evite freadas bruscas com frequência

Sabemos que é difícil evitar, porém devemos tentar evitar ao máximo qualquer frenagem desnecessária, pois mesmo ela não sendo tão brusca já pode causar desgastes relevantes nas bandagens.

Quanto mais forte a freada brusca mais atrito aos pneus irá sofrer contra o asfalto. Além disso, freadas repentinas podem trazer riscos a outros componentes do carro.

Realize o rodízio de tempos em tempos dos pneus

Enquanto dirigimos os pneus dianteiros e os traseiros do automóvel recebem cargas distintas e acabam se desgastando de maneira diferente.

Por isso, o objetivo do rodízio é reduzir o desgaste desigual fazendo aumentar o equilíbrio do veículo e elevando a vida útil do conjunto.

Para realizar o rodízio é necessário trocar os pneus dianteiros com os traseiros de cada 5 a 10 mil quilômetros.

Também é importante verificar o intervalo exato no manual do veículo, pois a variação depende de cada modelo.

Em resumo, este procedimento além de aumentar a durabilidade, ajuda o veículo a obter mais estabilidade em pistas molhadas.

Faça alinhamento e balanceamento periódicos

Você deve realizá-los quando fizer a troca dos pneus no rodízio e também quando o veículo sofrer impactos severos em buracos nas vias ou batidas.

Ademais, também é necessário fazer estes processos quando o motorista notar vibrações do volante ou perceber que o carro tende a puxar mais para um dos lados.

O alinhamento do veículo consiste em ajustar os ângulos das rodas. Por conseguinte, isso permite que elas fiquem alinhadas em relação ao chão e paralelas entre si.

Ao passo que, com os pneus alinhados o veículo adquire conforto e estabilidade na hora de dirigir.

Quanto ao balanceamento tende a corrigir o problema da vibração no volante e em outras peças do veículo fazendo com que ele ande com maior segurança.

Faça calibragem periódica dos pneus

A calibragem periódica garante segurança e um automóvel estável, também garante a durabilidade dos pneus. Sobretudo ajuda a trazer maior conforto aos passageiros.

Conduzir o veículo com os pneus em baixa pressão pode trazer problemas para alguns problemas, pois o peso do carro força as laterais dos pneus que acabam por deforma-los.

Aliás, andar com a calibragem baixa, faz aumentar o consumo de combustível.

O mais correto seria que todos os pneus do veículo fossem calibrados a cada duas semanas. Você pode encontar a pressão ideal para o modelo do seu veículo no manual do proprietário.

Entretanto, alguns modelos contam com um adesivo que mostram essas informações. Estes adesivos se encontram na lateral da porta do motorista ou na tampa do tanque de combustível.

Procure fazer manutenções preventivas dos pneus

É de suma importância fazer manutenção geral do veículo no sentido de prevenção. Isso evita problemas em local e hora onde você não espera.

Assim sendo, a manutenção preventiva de todo o carro influencia muito sobre os pneus, por exemplo: rodas, rolamentos, eixos, freios, amortecedores e molas.

Use com as medidas corretas

A escolha de rodas e pneus em medidas corretas para seu carro também influenciam muito na conservação dos mesmos e do seu veículo.

Afinal, ao utilizar rodas e pneus diferentes dos indicados acabam afetando a interação entre ambos. Em suma, use sempre rodas e pneus com medidas indicadas pelo fabricante.

Use tipos adequados ao solo

Às vezes, as pessoas nem imaginam o quanto o tipo de solo influencia no desgaste prematuro dos pneus, além de outros prejuízos.

A saber, quando se usa na cidade o carro com pneus indicados para estrada de terra, vai acarretar em aumento no consumo de combustível. Além disso, o tempo de vida útil das peças do veículo também é afetada. 

Monitore através do indicador de desgaste

Saber o momento certo de fazer a troca dos pneus também contribui para que o conjunto dure.

Afinal, se você continuar rodando depois que passar da hora de serem trocados, com certeza vai prejudicar os demais pneus do carro que estiverem em bom estado.

Para este problema ser resolvido, basta fazer uso do indicador de desgaste da rodagem (TWI).

Em resumo, o indicador mostrará o momento mais adequado para realizar a troca, fazendo diminuir o risco de rodar com pneus em desgaste (carecas).

Cuidado com petróleo e solventes

Petróleo e solventes são terríveis quando entram em contato com a borracha.

Assim sendo, seu desgate é maior, fazendo com que estes reduzam em grande medida suas propriedades mecânicas e físico-químicas.  Em conclusão, não permita ou pelo menos evite o contato dos pneus de seu carro com esses derivados.

Veja mais dicas em nossa home page. Clique aqui! Curta no página no Facebook @dicasproseucarro.

Sobre o autor | Website

Meu nome é Marcos e sou o criador do blog “Dicas Pro Seu Carro”. Sou instalador de acessórios automotivo há 20 anos. Trabalhei inicialmente em lojas de acessórios automotivos de rua por 5 anos e depois em diversas marcas de concessionarias de veículo por mais 10 anos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!